Crónica: Sex And Gains

0
869
sexy fitness

[quote_box_center]

Um pouco sobre mim em 83 palavras

Chamo-me Etelvina Neves sou Angolana de gema e atleta de powerlifting, para além de tudo e como toda a mulher sou uma apaixonada pelo mundo da moda, beleza e tudo o que tem a ver com o nosso universo feminino. O meu fascínio pelo fitness nasceu depois.

O meu blog: Altamente Calórico

[/quote_box_center]

SEX AND GAINS

Será que o sexo favorece os seus ganhos musculares?

Os seres humanos são seres sexuais. Basta pensar que se não fosse assim eu não teria escrito este texto e provavelmente ninguém o iria ler!

Pelo que antes de mais desejo a todos neste 1º artigo de 2015, votos de muito sucesso em todas a vossas jornadas e façam muito, muito amor J

Diga-se de passagem que a prática sexual saudável pode melhorar a saúde mental, função física, qualidade de vida a nossa autoestima e até o nosso relacionamento, mas também pode ajudar a perder os quilinhos extras, digo isto porque a dilatação dos vasos sanguíneos dos órgãos sexuais e o orgasmo gastam uma quantidade de energia semelhante à do exercício físico.
Voltando à nossa questão principal

Pode a prática sexual saudável, melhorar o desempenho atlético e ajudar na construção muscular? A resposta a estas perguntas é sim

Curiosidades e factos científicos

SEXO E O NÍVEIS DE TESTOSTERONA

A testosterona é responsável pelo crescimento de muscular, simplesmente o crescimento do muscular não ocorre na sua ausência.
Em várias pesquisas, verificou-se que o nível de testosterona aumenta em seres humanos após a exposição a estímulos sexuais.

Foi publicado um estudo na revista New Scientist de 22 de agosto 98, realizado por Ludwig Boltzmann no “Institute for Urban Ethology” em Viena.

Neste estudo 10 homens e 10 mulheres viram um filme pornográfico, com a duração de 15 minutos, imediatamente após a sua visualização, os níveis de testosterona dos homens aumentaram 100 por cento enquanto que o das mulheres aumentou 80 por cento.

SEXO E A HL

Um outro estudo publicado pela Psychoneuroendocrinology. utilizou filmes eróticos em 8 homens, nos quais os níveis de HL, (hormona luteinizante, que estimula a produção de testosterona) e os níveis de testosterona aumentaram dentro de 10 minutos após a excitação sexual.

SEXO E A SAÚDE CARDIOVASCULAR

A obesidade e as complicações de saúde relacionadas com ela podem afetar negativamente a saúde do coração. Gordura corporal extra e níveis elevados de triglicerídeos no sangue podem levar à hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares.

Felizmente, a pesquisa mostrou que a excitação sexual estimula a adrenalina e termogénese (queima de gordura).

Numa relação sexual, dependendo da posição e da intensidade, pode queimar entre 250 a 400 calorias numa hora. Num orgasmo, por exemplo, pode perder-se cerca de 27 calorias.

SEXO E o cancro da próstata

Antes do estudo científico do processo de ejaculação, acreditava-se que ejaculação frequente estava ligada ao aumento da taxa de cancro da próstata.

Estudos mais recentes refutam essa ideia e demonstram que o aumento da frequência de ejaculação está corelacionada com a diminuição e não aumento das taxas.

SEXO E O ZINCO

Uma das ligações mais importantes entre sexo e construção muscular é o zinco dentro do corpo.

O zinco está intimamente ligada com o nível total de testosterona uma vez que um nutriente essencial e necessário para o crescimento e desenvolvimento do esperma, sempre que um homem tem um orgasmo, o zinco será lançado no sêmen.

Quando os níveis de zinco são baixos no corpo, há uma dificuldade em gerar mais massa muscular magra.

Se um homem é sexualmente “super ativo”, mas não substitui o zinco perdido através de sua dieta, é muito provável que venha a estar em défice. Mas esse défice é fácil de controlar, basta ter na alimentação alimentos ricos em zinco, (como o mariscos, gérmen de trigo, fígado, castanhas, carnes vermelhas, pinhões e nozes) ou até mesmo usar suplementos tipo ZMA (Zinco/Magnésio/Vitamina B6).

EM SUMA

Há pessoas que assumem que a atividade sexual, prejudica os seus ganhos musculares uma vez que exponencia a queda dos níveis de testosterona, mas a verdade é que a investigação indica-nos precisamente o oposto.

Concluindo, para ganhar mais força e massa muscular, treine e coma de forma inteligente.
Ter relações sexuais não irá ter uma influência negativa nos seus resultados a menos que o faça de forma tão frequente que não tenha energia para chegar ao ginásio 🙂

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here