Crónica: Mas Afinal Como é Que Se Desenvolvem Os Músculos

0
1069
construção muscular

[quote_box_center]

Um pouco sobre mim em 83 palavras

Chamo-me Etelvina Neves sou Angolana de gema e atleta de powerlifting, para além de tudo e como toda a mulher sou uma apaixonada pelo mundo da moda, beleza e tudo o que tem a ver com o nosso universo feminino. O meu fascínio pelo fitness nasceu depois.

O meu blog: Altamente Calórico

[/quote_box_center]

Todas nós já sabemos que é com a prática de musculação que promovemos o desenvolvimento / aumento de massa muscular, mas será que alguma vez tivemos curiosidade em saber o que acontece exatamente ao nosso corpo a um nível celular?

No último post que fiz “o que não te mata torna-te mais forte! Falei que posteriormente faria um outro post mais completo de como se dá o processo de crescimento muscular e como se deve treinar para conseguir esse crescimento de forma “rápida”. Pois bem aqui esta ele 🙂 Falando de uma forma muito simples, porque nós mulheres não gostamos de complicar (pelo menos no que toca a estas coisas de ginásio e musculação, para mim quanto mais simples de entender melhor rsrsrs)

Basicamente o segredo para o crescimento muscular está nas reações químicas que ocorrem nas células musculares. A hipertrofia ou aumento da massa muscular é uma forma de adaptação das células frente a uma maior exigência de trabalho.

Fixem isto, o músculo-esquelético é o tecido mais adaptável do corpo humano ou seja ele tem a capacidade de se adaptar ao que exigimos dele, logo quanto mais puxamos por ele mais ele se adapta e cresce.

É óbvio que a capacidade de hipertrofiar  (ou crescer como se costuma dizer) é diferente de acordo com o tipo celular e é certo que para cada célula existe uma dose crítica ou tamanho acima da qual o estímulo para a hipertrofia deixa de provocar uma reação adaptativa, e é importante também salientar que a hipertrofia é um processo reversível, cessado o estímulo a célula volta ao especto normal. No entanto se o estímulo persistir ou aumentar além da capacidade adaptativa, pode ocorrer a multiplicação celular.

Quando fazermos exercícios com pesos e submetemos o nosso corpo a treinos intensivos com cargas a qual ele não está habituado, basicamente estamos a fazer com que haja um stresse nas nossas fibras musculares ou se preferirem estamos a promover a ocorrência de micro-lesões musculares.

O nosso organismo ao detetar essa ruturas musculares vai como resposta não só ativar um mecanismo de reparação das células musculares lesionadas pelo excesso de esforço, como também fazer o reforço da estrutura muscular, aumentando seu volume, para que no futuro o músculo possa suportar novamente a mesma carga ou mais ainda, sem a ocorrência de novas lesões.

É por isso que quando nos acostumamos com um peso específico (em que nem sentimos o esforço pois não custa assim tanto) o músculo não se desenvolve mais! Para se dar o crescimento muscular por via da fadiga o músculo precisa de ser constantemente estimulado e lesionado, por cargas que ofereçam cada vez mais tensão, provocando novas lesões, pois é o esforço biológico de reparação ou substituição das fibras musculares danificadas que se dá o crescimento.

Bem!! Ladies agora não comecem a pensar que vão ficar a crescer para sempre até se transformarem em homens, sim?! Já passamos essa fase de preconceito e ou falta de informação certo?! Vamos lá ver 🙂

Mais uma vez, “o que não te mata torna-te mais forte, neste caso maior e lembrem-se sem músculo não há lugar a rabiosques tonificados e sem celulite 🙂

Já agora aproveito para dizer que podem ver vídeos de treino e outros temas na página do facebook que tenho com o meu companheiro de treinos /treinador / namorado em:www.facebook.com/PowerFitCouple

#get Strong to be fit

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here